31 de maio de 2010

...Lost surf video chapter #2

Vídeo da viagem que Eu e Yuri Castro fizemos para o Uruguai. Água gelada, pouca onda mas muita disposiçao deu nisso.
Editado por Erick Bark.

28 de maio de 2010

Requiem for a Dream

"Requiem for a Dream" ou "A vida nao é um sonho".
Sem dúvidas, o melhor filme que já vi. Talvez, eu seja o único que ainda não tivesse assistido, pois, foi lançado em 2000 e concorreu ao Oscar de melhro atriz em 2001.
O filme frenéticamente, descreve diferentes tipos de vícios que levam os personagens para um mundo irreal e em seguida ao fracasso.
O filme começa no verão, Sara (mãe), fanática por programas de televendas, recebeu uma ligação na qual dizia que ela participaria em seu programa favorito em breve. Seu maior sonho era participar do programa de TV e gostaria de estar bela como em uma foto que tinha ao lado do falecido marido e do filho na formatura dele, usando seu vestido vermelho. Para isso, começou a tomar medicamentos que com o tempo lhe trouxeram alucinações.
Harry (filho) usuário de heroína, Junto com sua namorada Marion e seu melhor amigo Tyrone todos viciados, se envolvem com o narcotráfico na tentativa de realizar seus sonhos. Com o dinheiro que fizeram no verão, Herry e Marion queriam abrir uma loja de roupas enquanto Tyrone sonhava em escapar das ruas e deixar sua mãe orgulhosa. Para levantar a grana Harry e Tyrone vendiam drogas. Tyrone foi pego pela polícia inocentemente, cumplice de um assassinato entre gangues de traficantes e para tira-lo da cadeia Harry usa quase toda a grana que eles haviam guardado.
Para conseguir mais grana, Harry força a namorada a fazer programa com seu psiquiátra e com isso causa um desconforto entre eles. Marion continua se prostituindo porque precisa da dinheiro para as drogas enquanto Harry e Tyrone vão para Florida, pensando em recomeçar seus negócios por lá.
No caminho, o braço de Harry começa a desenvolver gangrena, por causa de sucessívas injeções feitas de forma indevida.
O desfecho da historia ocorre no inverno, quando Sara, acaba em um hospital psiquiátrico contra sua vontade, e é submetida a sessões de eletrochoques. Harry e Tyrone são obrigados a ir para um hospital pois o braço de Harry está cada vez pior. No hospital eles são presos após o médico reconhecer a situação como típica de um viciado.
Tyrone vai para a prisão onde tem que conviver com o racismo por parte dos policiais, e luta contra a abstinência das drogas sozinho.
Harry tem um sonho em que corre para abraçar Marion em um pier, mas ao chegar próximo despenca do pier e acorda, e se ve com o braço amputado. Marion vai se degradando em orgias em troca de mais heroína e dinheiro.
Perdidos na miséria, todos se curvam em posiçao fetal.
No sonho de Sara ela participa do tal programa de Tv e se encontra com Harry, ele é um homem bem sucedido, casado com Marion.
Mãe e filho se abraçam e dizem o quanto se amam, enquanto são aplaudidos pela platéia e ofuscados pelas luzes do palco.
Meio louco, mas muito irado, recomendo para quem ainda não viu.

Beirut - Elephant Gun

Música e vídeo contagiante, sem contar que o vocalista é a cara do Kadu (Malocks)....

25 de maio de 2010

John Frusciante - Central

John Frusciante. Norte-americano, que aos 18 anos, vira guitarrista da sua banda favorita. Mas não sabendo lidar com a fama, passou a usar drogas de forma inconsequente e começou a sofrer de depressão. John cantava fora do tom, tocava as
músicas de forma diferente e imprevisível, fazia solos no meio da música e tocava guitarra mais alto do que os outros instrumentos. Então John resolveu sair da banda. Lançou um disco solo com a idéia de ganhar dinheiro para o uso de drogas, ficou bastante tempo sem tocar seu instrumento e até vendeu todas as suas guitarras para comprar drogas. Afundou-se totalmente no mundo das drogas, mais especificamente, da heroína. Perdeu quase todos os dentes, suas unhas ficavam pretas pelo sangue, seu corpo se encontra, até hoje, com manchas de queimaduras de cigarro que ele próprio derrubava, sua voz era severa, ele se alimentava com um tipo de ração para inválidos e sua aparência era de 20 anos mais velho.
Com a mente afetada e ainda em depressão, ele se internou e começou sua recuperação, junto com a decisão de largar as drogas. Fez ciru
rgias para a recuperação facial, substituição dos dentes que ameaçavam sua saúde devido a uma infecção letal, comprou novas guitarras e teve que praticá-las bastante, já que tinha ficado um bom tempo sem tocá-las.
Ao largar as drogas, ele se afundou no mundo da música, voltando ao Red Hot Chili Peppers - que já não tinha tanto status sem ele. Sendo a base de criatividade da banda, ele grava, junto com o Red Hot Chili Peppers, álbuns com sucesso em vendas, fama e execução mundial... Além de também trabalhar em seus álbuns solos e em uma banda paralela, o Ataxia. Ao todo, ele lançou 10 álbuns em seu trabalho solo (sendo que só em 2001, ele lançou três álbuns e mais cinco álbuns apenas em 2004) e ainda é cons
iderado o melhor guitarrista dos últimos 30 anos, pela BBC.
Infelizmente, ele saiu novamente do RHCP, no final de dezembro do ano passado, alegando o seguinte:

“Quando eu saí da banda, há mais ou menos um ano, estávamos num hiato de tempo indefinido. Não houve drama ou raiva, e os outros caras foram muito compreensivos. Eles apóiam eu fazer qualquer coisa que me faça feliz e eu também os apóio... Eu realmente amo essa banda e o que fizemos. Eu entendo e valorizo que meu trabalho com eles signifique tanto pra muita gente, mas eu tenho que seguir meus interesses. Para mim, a arte nunca foi algo feito como se fosse uma responsabilidade. É algo que faço porque é divertido, animador e interessante. Nos últimos doze anos, eu mudei como artista e como pessoa, em tal grau que fazer mais coisas nos termos em que eu vinha fazendo com a banda
seria ir contra minha natureza. Não tinham escolhas envolvidas nessa decisão. Eu simplesmente preciso ser o que eu sou, e tenho que fazer o devo fazer.”
Vejo o Frusciante como um gênio da música, que possui excesso de criatividade e um dom fantástico. Admiro o trabalho dele, seja como um dos Peppers, em seu trabalho de "duas semanas" (o Ataxia) ou em seu excelente trabalho solo. Independente do trabalho ou projeto, gosto do que esse cara faz, gosto do som dele, da sua genialidade, criatividade e vitória alcançada na vida. O Jhon, assim como eu, escuta ou faz música, por um único motivo: o prazer, a diversão. Nunca é por responsabilidade
ou trabalho. E isso, porque a música é a coisa mais linda do mundo, não só para mim, como para ele também.

(texto muito maneiro que encontrei em um blog, que por coincidencia tbm se amarra no John)
John no início da carreira
John na fase negra da vida, doidão de heroína.
E John na atualidade, total renovado e produzindo muito.

Ele até lançou outro álbum, Swahili Blonde.

Para saber mais, ou tudo, assim como eu, acesse: http://www.invisible-movement.net/

20 de maio de 2010

Vale Tudo - Tim Maia

Acabei de voltar da livraria, onde adquiri meu novo livro. Vale tudo, biografia de Tim Maia.
Grande expressão do funk-soul brasileiro, telentoso, perfeccionista ao extremo na música, mas cheio de problemas de auto-estima e relacionamento. Alguns amigos já tinham me indicado e como me amarro nos sons do cara não aguentei...

17 de maio de 2010

Santos/Guarujá...

Na quinta-feira o fotógrafo Rafael Calsinski, (rafaski.com.br) me ligou dizendo que as ondas no Guarú estavam muito boas e que estava afim de fotografar. Ele ainda me mandou uma foto que tinha feito do Cassio Sanches, quando vi a foto aceitei o convite na hora e me mandei pra lá.
Me hospedei na casa dele em Santos, onde aliás, fui muito bem recebido pela mãe dele e por ele mesmo e todos os dias acordávamos as 5:3o da matina para não perder tempo e render o máximo, pois, de Santos até o Guarú leva um tempo. Aqui estão algumas fotos que produzimos, más, o melhor está guardado pra quem sabe sair em alguma edição de surf em breve, Hope so!!!




12 de maio de 2010

Carlos Bahia Stand Up Barrel

Não to aqui publicando o vídeo porque ele é meu amigo, apesar de acha-lo o melhor longboarder do Brasil disparado.
Eu estava na água e não vi o tubo por estar atrás da onda, vi ele dropando e em seguida a galera gritando na praia, imaginei que tinha feito um "tubinho". Agora vendo a filmagem fiquei impressionado com o controle que o Bahia tem com aquele trambolho e o quão profundo foi o tubo!!!
Que fosse o "John Nobody", um tubo como esse e detalhe em Paúba, merece destaque não só no meu blog, mas em todos os meios do surf...
Parabéns Bahia!!!!

Como devem ser os vídeos de surf...

Um bom filme de surf deve ter: bom surf claro, boa música e o mais importante de tudo, capítulos com Bruce Irons.
Um dos meus filmes de surf preferido em tempos.

10 de maio de 2010

R.I.P Noel Cameron Robinson

Deixo aqui minha última homenagem a Noel Cameron Robinson, que na sexta-feria perdeu a vida fazendo o que mais gostava. Tive o prazer de conhece-lo e com certeza, vai fazer muita falta quando voltar a Puerto e não tiver mais Noel para me encorajar e dar conselhos de como surfar aquela onda.
R.I.P Noel !

8 de maio de 2010

Treino Funcional

Algumas imagens dos treinos que venho fazendo com o professor Thiago Giacomelli.
Preparaçao fisica através do treinamento Funcional.
para mais: http://www.actionfuncional.blogspot.com/

video

6 de maio de 2010

Jardim em preto e branco

Algumas fotos que fiz com minha Fisheye filme P/B no jardim do apto. do Bob Cusp.
Diversidade de cactos e orquídeas, minhas plantas favoritas.